AINDA HOJE É UTILIZADO O OPEL MANTA PARA ANUNCIOS PUBLICITARIOS
( ANUNCIO DA OPTIMUS KANGURU DE 2011 )

( VEJA ESTE ANUNCIO DE 2010 DO OPEL MERIVA EM 3D )

ARMAR O MOTOR (conselhos práticos)


SUPERFÍCIE DE CONTACTO DE TAMPA DA CHUMACEIRA TRASEIRA, A EMBEBER COM UMA MASSA DE VEDAÇÃO

- EQUIPAMENTO MÓVEL
CAMBOTA

. Verificar o empeno da cambota. Não deve ultrapassar 0,03 mm.
. desmontar as tampas da chumaceira principal central, por forma que a cambota assente nos bronzes principais, à frente e atrás.
. Medir com um micrómetro os moentes e os apois.
. Medir as folgas das chumaceiras principais e das cabeças de biela, usando a "Plastigage", tipo PG - 1.
. Na reparação, se a cota do furo não ultrapassar a cota "standard" de 1 mm, o bronze piloto da embraiagem é substituído por um casquilho de afastamento e um rolamento de agulhas (ver figura).
. Colocar os bronzes da chumaceira da cambota nos seus alojamentos; a chumaceira traseira regula a folga lateral da cambota. Substituir sempre os meios-bronzes aos pares.
. Atraves dos furos de lubrificação das chumaceiras, encher a galeria de óleo do bloco-cilindro.
. Colocar e posicionar a cambota: por óleo abundantemente e apertar à mão os parafusos das tampas da chumaceira.
. Por a cambota devidamente no seu lugar com algumas pancadas dum martelo de borracha.
Para evitar fugas de óleo, embeber cuidadosamenteas superficies de contacto da chumaceira traseira com um produto vedante (ver figura) e verificar o alinhamento do rebordo exterior da tampa da chumaceira traseira com o bloco-cilindros.
. Apertar os pernos da chumaceira nº3 a 10Kgm, batendo levemente com um maço de borracha.
. Verificar se a cambota roda correctamente, depois apertar os pernos das outras chumaceiras com o mesmo reaperto, verificando se não existe qualquer "ponto duro". (Nunca rectificar um bronze).


- BIELAS-EMBOLOS

. Expulsar, a frio, a cavilha do embolo, utilizando-se a ferramenta S-1297 e um suporte apropriado. O embolo não poderá ser reutilizado.
. Usar o forno eléctrico ou uma chapa de aquecimento, que se pode procurar no mercado (1500-2000W), para aquecer a biela à temperatura requerida para a montagem (280ºC).
. Apertar a biela num torno quando atingir aquela temperatura referida.
. Orientar de forma conveniente o embolo, em relação à biela (ver figura).


REFERENCIAS PARA A MONTAGEM DUMA BIELA/EMBOLO:

1- ENCAIXE NA CABEÇA DO EMBOLO DIRIGIDO PARA A FRENTE
2- EMBOLO
3- BIELA
4- FURO DE PASSAGEM DE ÓLEO VOLTADO PARA A DIREITA (lado do colector)
5- ENCAIXE NA TAMPA DA BIELA VOLTADO PARA A RECTAGUARDA



Os encaixes (B) sobreas partes superiores dos embolos devem ficar orientados para a frente do motor, com o furo de passagem de óleo dirigido para o colector e o encaixe da tampa da cabeça da biela para a rectaguarda do motor.
. Colocar o mandril-guia e a peça de montagem da ferramenta (S-1297) na cavilha do embolo novo, lubrificado com óleo de motor e enfiar a cavilha no seu furo.
. Ligar o embolo novo com a biela, por forma a respeitar as cotas de ligação (ver "Caracteristicas Detalhadas").
. Fazer deslizar muito rapidamente a cavilha do embolo no olhal da biela, até que a saliencia do mandril de montagem toque na saia do embolo.
É portanto essencial enfiar rapidamente a cavilha do embolo. Não é possivel corrigir a sua posição no olhal após o arrefecimento da biela sem se correr o risco de deformar o embolo.
. Colocar os segmentos nas caixas dos embolos (ver o capitulo a seguir).
. Distribuir os segmentos da forma seguinte:
- O corte do segmento intermédio encontra-se voltado para a frente;
- Os cortes dos segmentos estreitos ficam a 25/50 mm, à esquerda e à direita do corte do segmento intermédio;
- O corte do segmento inferior de compressão está orientado a 180º do corte do segmento intermédio. O corte do segmento de explosão está voltado para a frente (ver figura).



DISTRIBUIÇÃO E MONTAGEM DOS SEGMENTOS


. Por bastante massa nos furos do cilindro.
. Montar o conjunto da biela e embolo no cilindro, usando um compressor de segmentos.
. Montar os novos pernos de biela e apertá-los a 5Kgm.
ATENÇÃO- As bielas são equilibradas a quase 8g; ao substituir-se uma, pesá-la e substituí-la por outra do mesmo peso exactamente.


- SUBSTITUIÇÃO E AJUSTAGEM DOS CORTES DOS SEGMENTOS

. Não dissociar as bielas dos embolos se estas voltarem a ser usadas.
. Tirar os segmentos de explosão, de compressão e o de óleo PC. Para estes últimos, agarrar primeiro, um após outro, os segmentos finos e empurrá-los, em espiral, para baixo para sairem da sua caixa, desmontando-se em seguida o segmento intermédio.
. Escolher os segmentos correspondentes aos embolos, segundo as indicações apresentadas nas "Caracteristicas Detalhadas".
. Tirar o carvão das caixas do embolo, utilizando-se um pedaço se segmento.
. Medir a folga no corte dos segmentos, com o segmento colocado no cilindro, utilizando um apalpa-folgas (ver as cotas em "Características Detalhadas").
. Verificar se a marca "Top" no segmento do meio, fica virada para cima.
. Colocar o segmento de óleo PC na caixa inferior do embolo.
. Começar por montar o segmento intermédio, verificando se os cortes não ficam encavalitados. Montar em seguida, uns após outros em espiral, os segmentos finos.
. Dispor os segmentos como se indica no capítulo anterior.


- VOLANTE DO MOTOR
RECTIFICAÇÃO

Não tirar mais de 0,3 mm e rectificar tambem a face de apoio, respeitando a cota de 4,5 +/- 0,1 mm (ver figura).


DESMONTAGEM E MONTAGEM DA COROA DE LANÇAMENTO

Juntamente sob o espaço entre 2 dentes, abrir um furo de 6 e depois de 8 mm de diametro; com um buril, cortar a coroa nesse lugar.
. Aquecer a coroa a 180/230ºC e montar a face chanfrada para o lado do volante.
. Montar o volante e apertar os pernos novos ao reaperto de 6 Kgm. Por o perno-piloto "P" no seu furo de origem.
. Verificar o empeno (ver "Caracteristicas Detalhadas").


- SUBSTITUIÇÃO DO ROLAMENTO PILOTO DO VEIO PRIMÁRIO NA CAMBOTA

. Desmontar o rolamento de agulhas, piloto da embraiagem com um saca-rolamentos apropriado.
Quando se saca o rolamento de agulhas com a ferramenta acima, é possivel resultar a sua destruição. O ressalto lateral do casquilho do rolamento pode ser arrancado numa montagem muito apertada, de forma que só a caixa com as suas agulhas deve ser extraída do rolamento, ficando o casquilho enfiado.
. Enfiar o novo rolamento de agulhas, utilizando a ferramenta S-1296 e o casquilho de afastamento correspondente. Esta ferramenta assegura a devida posição do rolamento.
. Por alguma massa no rolamento de agulhas. As cambotas com furo aumentado de 1 mm, tem um casquilho no lugar de um rolamento de agulhas. Para a montagem deste casquilho, proceder de forma identica à do rolamento de agulhas.

- SUBSTITUIÇÃO DE UM CASQUILHO DE VEDAÇÃO DA CHUMACEIRA TRASEIRA

. Desmontar o volante do motor. Com um punção apropriado, abrir, sensivelmente a meia-espessura, um furo na face do casquilho de vedação.
. Meter um parafuso roscado no casquilho de vedação e tirar este com um alicate.
. Fazer deslizar o novo casquilho, com o rebordo guarnecido de massa protectora e com o seu lado aberto sobre o casquilho cónico da ferramenta S-1296 (ver figura).


CASQUILHO DE MONTAGEM DA JUNTA DE VEDAÇÃO DA CHUMACEIRA TRASEIRA:

1- JUNTA DE VEDAÇÃO
2- CASQUILHO CÓNICO

. Rodar o casquilho de vedação para que o seu rebordo não se revire e que a mola não seja expulsada.
. Colocar o casquilho cónico com o casquilho de vedação sobre o apoio da cambota, empurrar o casquilho de vedação a fundo, sem forçar contra o apoio e afastar o casquilho cónico.
. Enfiar o casquilho de vedação profundamente, com o seu prato (S-1296).

Para esta pagina ficar mais completa, deixe o seu COMENTÁRIO!

Enviar um comentário

 
Opel Manta © Copyright 2009 | Design By Gothic Darkness |